Extermínio de jovens negros , Carlos Latuff

Entregamos o jogo, e deixamos morrer

“Porque a terra se fechara sobre si mesma, abandonando a costa sem alma”.  Edouard Glissant Por Ronilso Pacheco, especial para o História Incomum O último sábado de Novembro, no Rio de Janeiro, foi marcado por um episódio humanamente cruel, e politicamente emblemático.  Wilton Esteves, Wesley Rodrigues, Cleiton de Souza, Carlos Eduardo e Roberto de Souza, todos…

Continue Lendo

Lama
13

A lama que transformou gente em número

Quando estive em Mariana pela primeira vez após a tragédia do rompimento da barragem da mineradora Samarco, controlada pela Vale e a australiana BHP Billiton, presenciei a desolação de gente que havia perdido tudo pelo mar de lama que arrastou e destruiu o que havia pela frente. Eu estava a cerca de 60km de Bento…

Continue Lendo

ma
12

A barragem que rompeu histórias

“Era 11h35, eu cheguei na varanda e disse: meu Deus eu to sonhando. Dava pra ouvir as pessoas gritar. Eu pensei que ia morrer. Passei a noite toda acordada vigiando!”, são as palavras de Dona Maria, conhecida como Zoca, na comunidade de Gesteira, um dos distritos atingidos pelo rompimento das barragem de Fundão e Santarém,…

Continue Lendo

Você é feminista
2

Você é feminista, só não sabe disso ainda

Homens foram instigados a ficarem como leitores na semana passada e, ao invés de escreverem e publicarem textos sobre os direitos das mulheres e questões de gênero,  cederam espaço para que elas mandassem a letra. Eu sei que a semana passou, mas considero que toda hora é hora para iniciativas assim. Então, segue o texto da minha…

Continue Lendo

HI_1
4

O silêncio que atormenta

Li um texto esta semana em que o autor,  ao se referir ao caso da menina Valentina, do programa MasterChef, disse: “Uma mulher de 12 anos, que já está na idade até de ter filhos, claro que vai atiçar o desejo dos homens. Logo, ela tem que ser “gostosa” para atrair os machos e assim…

Continue Lendo

IMG_5716

A mãe de muitos filhos

Os olhos de Lúcia Helena não seguraram as lágrimas enquanto ela buscava em suas lembranças o que achava pertinente contar sobre a sua história. Ela vive no Jardim Gramacho desde 5 anos de idade, hoje, tem 43 anos. A mulher carrega no coração a dor de ter tido dois irmãos assassinados. A consequência deste momento…

Continue Lendo

Foto: Bruno Itan
2

Nossos mortos não passarão

Foto: Bruno Itan Nos últimos meses os moradores da Favela Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, têm sofrido, mais uma vez, com intensos tiroteios entre a polícia “pacificadora” e os traficantes. Os moradores do aglomerado de casas têm encontrado nas redes sociais uma maneira de pedir socorro. Em um dos posts no Facebook, no…

Continue Lendo

maioridade
1

Garantia de direitos não é a cadeia

Contrapontos à redução da maioridade penal Algumas considerações importantes antes da próxima história O presidente da câmara dos deputados, Eduardo Cunha, anunciou em suas redes sociais, no dia 31 de maio, que a “próxima polêmica” a ser votada no Congresso será a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 171/1993) que prevê a redução da maioridade penal…

Continue Lendo

Brasil

O jardim sem flor

Outro olhar sobre a favela O sol quente da cidade carioca estava a pico, o calor fazia com que os moradores do Jardim Gramacho, Duque de Caxias (RJ), saíssem de seus barracos e se acomodassem em suas cadeiras na calçada. O funk que tocava num bar improvisado de madeirite e lona ecoava pela rua instigando…

Continue Lendo

Foto: Gustavo de Lima
6

Outro olhar sobre a favela

Histórias do Jardim Gramacho e do Complexo do Alemão Antes, algumas palavras A violência rotineira nas favelas brasileiras parece não caber no nosso dia a dia. Na verdade, são limitadas aos jornais. O problema são as divergências entre as informações publicadas na mídia e as histórias dos moradores. Aquilo que assistimos e lemos, em grande…

Continue Lendo

1 2