8

Sobre

Sempre fui curioso, e essa característica me levou a cursar jornalismo e, também, foi um dos motivos que me levou a criar o Blog História Incomum. Além disso, ela me revelou relatos que gerou uma dúvida: por que essas histórias estão no anonimato? E então veio a iniciativa de contá-las.

Saint-Exupêry, autor do livro “O pequeno príncipe”, diz que: “apesar da vida humana não ter preço, agimos sempre como se certas coisas superassem o valor da vida humana”. Isso não devia ser assim! Por isso, escolhi o nome História Incomum. Um dos significados para a palavra incomum no Dicionário Aurélio é extraordinário, ou seja, algo fora do estabelecido, do usual, e a vida é constantemente assim. Engana-se quem se limita a pensar que a vida é ordinária, comum, um pensamento estabelecido no mundo que nos faz míopes, apáticos.

Minha mãe sempre me conta que quando eu era criança nós estávamos voltando do supermercado e eu fiz um escândalo na rua, o motivo: eu queria levar um morador de rua pra tomar banho em casa. Na minha cabeça não fazia sentido pessoas morarem na rua. Chegando em casa ela me explicou porque não faria aquilo, mas me disse o que eu poderia fazer se quisesse ajudá-lo.

Desde então, ela passou a deixar um prato pronto no almoço pra quem quer que fosse – os mendigos passavam em casa, eu entregava a marmita no portão, algo extraordinário para uma criança. Até hoje, na hora almoço, a casa da minha mãe é parada para dois ou três famintos, e meu sobrinho, de 4 anos, assumiu o meu papel.

Há 29 anos carrego este presente eterno dado pela minha mãe. Creio que ali eu comecei a aprender o essencial pra vida, e pessoas passaram a ser extremamente importantes pra mim. A cada história que conto me reinvento, me indigno, me transformo olhando a vida nas suas multiformas. Espero que seja assim com você também!

Comments

  1. Andre Kummer 03/12/2014 - 19:02 Reply

    Olá Léo! Gostei muito do Blog! Também estou conversando com pessoas e editando relatos, mas é algo diferente, se interessar veja em http://www.coach4g.com | contato@coach4g.com

  2. Suellen Kiefer 25/03/2015 - 18:23 Reply

    Leozito, o novo layout está lindo! Agradável, leve, mas com aquela profundidade aparente já contida nos seus textos, relatos e imaginário. Parabéns pelo trabalho! É muito bom saber que existem pessoas com esse olhar incomum. Abraços com cheirinho de café, Su.

    • Léo Barbosa 25/03/2015 - 22:04 Reply

      Suuuuu, muito obrigado! É muito bom ter esse retorno…. Cafés sempre são bem vindos! <3

  3. Tatiana Campolina de Oliveira 17/04/2015 - 20:13 Reply

    Leandro, visitar seu blog só reafirmou minha primeira impressão ao te conhecer: sua satisfação pelo que faz é transmitida não só em seu olhar, mas também nos textos e relatos aqui encontrados!
    Parabéns pelo trabalho! Já virei fã!
    Desejo-lhe muito sucesso!
    Abraços Tatiana Campolina (RH AeC)

    • Léo Barbosa 18/04/2015 - 23:17 Reply

      Oi Tati!

      Muito obrigado. Que bom saber que gostou das histórias. 🙂

      Abração

  4. maria do carmo silveira 19/09/2015 - 01:42 Reply

    O SEU ABRAÇO ,FOI COMO UM BALSAMO HOJE AQUI EM BELO HORIZONTE
    MUITO OBRIGADA PELO TEMPO QUE ESTEVE CONOSCO,USANDO SEU TEMPO PARA RETRATAR NOSSAS DORES
    KARMEN

    • Léo Barbosa 21/09/2015 - 09:58 Reply

      Karmen, eu que agradeço pela sua disposição em contar sua história e nos receber. Torço muito por vc!

  5. karmen 26/09/2015 - 14:57 Reply

    desculpe
    li agora sua resposta ,pq este email é novo ,tenho que acostumar ainda com este,
    muito obrigada pela atençao

Deixe uma resposta

Your email address will not be published / Required fields are marked *